Final Fantasy XV | Um jornada de 10 anos chega a um final memorável

Games PS4 Reviews Games Xbox One
8

Ótimo

Depois de 10 anos em desenvolvimento, uma mudança de nome e troca de diretor, Final Fantasy XV finalmente foi lançado.

“When the night has come, and the land is dark…”

Image result for final fantasy 15

Quando a musica “Stand by me” cantada por Florence de Florence & The Machine começa a tocar logo nos primeiros minutos da aventura de Noctis, Prompto, Ignis e Gladiolus, ela é simplesmente uma boa atualização de um clássico. Quando analisada após o fim da jornada, ela dá o tom perfeito da aventura.

Em uma jornada para se casar com a princesa Lunafreya, Noctis e seus três melhores amigos saem em uma jornada para realizar esse casamento, que tem uma motivação politica. Mas quando o reino de Noctis é atacado logo após ele sair da cidade, ele será forçado a ir em uma jornada para se tornar forte, pedir o poder dos deuses, salvar Luna e resgatar seu reino. Mas essa jornada irá testar também a força da amizade entre os quatro amigos.

Image result for final fantasy 15 party

O grande acerto e grande problema de Final Fantasy XV está em sua história. Enquanto a narrativa central tem buracos e necessita do material adicional lançado antes do jogo para ser completamente entendida, as relações entre o quarteto de personagens é talvez a melhor dinâmica já criada entre personagens da franquia. Essa dinâmica é muito ajudada pelas ótimas personalidades dos personagens. O protagonista Noctis não é somente um príncipe introvertido e com a pressão do mundo nas costas, ele brinca e faz piadas ao longo do caminho. Gladiolus é mais que o brutamontes do grupo, ele tem uma fascinação com Cup Noodles. Ignis não é só o certinho, ele também é um cozinheiro de primeira. E Prompto é mais do que o alivio cômico e fotografo, ele também é bem inseguro sobre seu lugar dentro do grupo. Enquanto nenhuma dessas personalidades em sí são novas dentro da franquia, a dinâmica entre os personagens é completamente diferente de tudo aquilo que já vimos e cria uma identidade única a esse grupo.

Mas voltando a história central, um dos grandes problemas são os buracos na história. Alguns até podem ser preenchidos com o material adicional como o filme Kingsglaive ou a animação Brotherhood, mas há muitos buracos não preenchidos nem com esse material. Em especial a relação entre Noctis e Lunafreya. Apesar de o jogo e os personagens dizerem que os dois estão apaixonados, o jogador em nenhum momento se envolve no relacionamento entre os dois. Isso também se estende aos personagens secundários. Personagens como Cid, o Imperador de Nifleheim, o pai de Noctis e Aranea precisavam de mais espaço para causar uma impressão no jogador. Nem vou me extender a personagem de Cindy, pois essa é nada mais do que um rostinho bonito.

Image result for final fantasy 15 Ardyn

Em compensação o personagem de Ardyn, é excelente. Com um pouco de Kefka, o vilão de Final Fantasy VI, Ardyn se apresenta logo no inicio do jogo e ao longo da jornada vai interagindo com nossos  heróis de diversas formas. Apesar de fazer parte do alto escalão do império inimigo, ele ajuda em diversos momentos o quarteto, mas sempre com um ar de que há algo por trás de suas ações.

Image result for final fantasy 15

Outra área de destaque em Final Fantasy XV é o gameplay. Enquanto o jogos anteriores da série eram feitos de forma indireta, com o jogador escolhendo as ações, aqui o jogador ganha controle direto sobre as ações de Noctis. O jogo ganha um estilo de combate mais próximo a Kingdom Hearts do que outros Final Fantasys. Isso acaba tornando o combate mais envolvente e requer pensamento rápidos para vencer uma batalha. E falando em combates, as batalhas contra chefes nesse jogo são espetáculos a parte. Sem entrar muito em spoilers, há uma batalha em especial que desafia o poder de renderização do Playstation 4 e deixou meu queixo cair.

Image result for final fantasy 15 summons

Enquanto o combate é uma ótima mudança, uma área que não mudou em Final Fantasy XV são as invocações. Apesar de não estarem sempre disponíveis para quando o jogador quiser utilizar, quando o jogo permite que ela sejam usada, é um espetáculo visual que merece ser assistido e é capaz de maravilhar qualquer um.

Image result for final fantasy 15 town

O mundo de Final Fantasy XV é uma estranha mistura do mundo moderno que conhecemos com o fantástico. Enquanto o visual das cidades tem vários elementos de cidades reais, há pequenos toques quem fazem você reconhecer o mundo como algo de Final Fantasy. O vestuário de nossos personagens é outro que parece algo real, mas que tem leves toques do universo de Final Fantasy que não fazem você esquecer que ainda estamos dentro da série.

Final Fantasy XV levou 10 anos pra sair, mas o resultado final é digno da espera. Apesar de buracos na história e personagens secundários pouco desenvolvidos, o combate, o mundo e em especial a relação entre os personagens principais fazem a jornada ser uma das mais memoráveis de uma franquia repleta de jogos memoráveis.

Image result for final fantasy 15 quartet

Good

  • O quarteto de personagens é talvez o grupo mais carismático de um Final Fantasy
  • O mundo aberto e cheio de atividades
  • Gameplay simples mas desafiador na medida certa
  • O design visual, misturando os elementos de Fantasia com realismo
  • As invocações são um show a parte
  • Um vilão carismático e poderoso
  • Trilha sonora impecável

Bad

  • Há buracos enormes na história
  • Personagens secundários não tem desenvolvimento necessário
  • Se não assistir o material adicional, certas coisas ficaram sem explicação

Summary

Depois de 10 anos de produção, Final Fantasy XV entrega uma jornada memorável, mesmo que a estrada tenha alguns buracos.
8

Ótimo

Lost Password